Muitas vezes, a cefaleia em salvas é confundida com a enxaqueca. Ela, porém, é bem mais rara e tem suas peculiaridades. Conheça suas características:

  • As crises de dor são muito fortes e sua duração é curta, variando entre alguns segundos ou poucas horas;
  • Geralmente, vem em séries, as chamadas “salvas” que dão nome a esse tipo de cefaleia. As salvas podem durar semanas ou meses, separadas por períodos de melhora que vão de meses a anos;
  • Sintomas típicos ocorrem concomitantemente, como olho vermelho, lacrimejamento, congestão nasal e transpiração anormal;
  • Não se sabe ainda a razão, mas sua prevalência é de três a quatro vezes maior em homens – o que definitivamente a diferencia da enxaqueca, predominante em mulheres;
  • Um dos sintomas mais característicos desse tipo de dor é que durante as crises mais fortes o paciente geralmente não consegue permanecer deitado, o que o leva a ficar caminhando de um lado para o outro;
  • Acredita-se que a origem dessa dor esteja no hipotálamo, estrutura cerebral onde estão localizados alguns mecanismos muito importantes para a regulação do corpo humano, incluindo o controle da temperatura, a regulação hormonal e o sono.